Jagat | single


Apenas uma prática II

Data: 30/08/2013 | Autor: Roseli Melussi | Categoria: Yoga | Visitas: 952

 

Conceitos para elaboração de aula:

I – De uma forma geral os asãnas em pé, promovem estabilidade emocional e força interior.

II – Flexões de quadril são calmantes e também refrescantes.

III – Retroflexões são estimulantes e aquecem o corpo.

IV – Invertidas aumentam a energia do corpo, e trazem sensação de bem estar.

V – As torções relaxam a musculatura intercostal e proporciona espaço entre as vértebras.

VI – Em caso das mulheres no seu período, trabalhar as posturas especificas que tranquilizam e harmonizam o estado. Sempre estar em observação.

VII – Não deixe de realizar as preparações que antecedem o trabalho principal que esta buscando. Trabalhar com as aberturas de virilhas, axilas, ombros, quadril e seus correspondentes; joelhos, cotovelos, pés, mãos.

VIII – Ao estar em prática, pergunte sempre: essa postura ou sequência está adequada para mim?  É pouco ou muito o que faço e como faço? Que tipo de resultado estou buscando? Ainda claro, partindo do pressuposto que você sabe porque esta fazendo.

 

Sequência de referência para práticas.

Lembrar-se sempre que Asãna e uma forma de purificação do corpo; que as posturas tem efeitos fisiológicos. Que as posturas ajudam a reduzir a qualidade turbulenta da mente, acalmar rajas. Que melhoram a qualidade dos sentidos, (pratyahara).

I – Savasana com suporte de almofadão nas costa, e manta para cabeça.

Sava= cadáver ; permanência de 5 a  10 min.

II – setubandha Sarvangasana; com almofadão nas costas e bloco para calcanhar, postura contra parede. Também usar cinto para tornozelos e coxas parte medial p/ superior. De 3 a 5 min.

Setu = ponte

III – EkaPada Pavanamuktasana; contra a parede com cinto na virilha, segurando perna dobrada. De 1 a 2 min. cada perna.

Mukta = liberar 

IV – Supta Padangustasana; contra parede com cinto p/ virilha e pé da perna elevada. 1 min. cada perna.

Angusta = dedão

V – Supta badakonasana; usar variações com cinto, almofada, bloco e manta, mínimo 5 min.

Kona = ângulo

VI – Parsva Supta Padangustasana; contra parede com almofadão na lateral da perna, mínimo 1 min. cada perna.

Parsva = lado

VII – Jathara Parivartanasana; a princípio com permanência e depois dinâmico, com almofadão para quadril e cinto p/ pernas.

Jathara = vísceras            /           Parivartana = torção

VIII – Adhomuka Virasana; mínimo 3 min. com almofadão para tronco e manta p/ testa e Tb. Atrás das nádegas

Adho = p/ baixo

IX – AdhoMuka Svanasana; mínimo 5 min.

Svana = cão

X -  Virasana com braços em Parvtasana; com variações p/ lados, usar manta para sentar e Tb. p/ nádegas e cinto p/ coxas.

XI – repete;  IX

XII – Viparita Dandasana; com cadeira e almofadão, e (ou) bloco, Tb. Borracha no asento. Mínimo 3 min.

Viparita = invertido

XIII – Tadasana; contra parede de preferência em quina. Mínimo 3 min.

XIV – Swastikasana; usando cadeira nas costas e sentado em mantas, mãos seguram atrás, mínimo 5 min.

 

Swastika = auspicioso

XV* – Janu Sirsashana; mínimo 3 min. cada lado, pondo almofadão e mantas  p/ perna estendida

Janu = joelho

XVI* – Paschimotanasana; com cadeira p/ apoio de cabeça e braços, mínimo 3 min.

Paschimo = oeste, parte de trás do corpo

XVII* – Ardha Uttanasana; contra parede, ou apoio em cadeira, Tb. Com tração, mínimo 3 min.

Ardha = metade

XVIII* - Uttanasana; com blocos p/ cabeça e mãos se necessário, 3 min.

Tana = estendido

*Asanas XV – XVI – XVII – XVIII , podem substituir algum asana anterior em caso de menstruação e acrescentar ainda.

XIX – Upavistha Konasana; com cadeira e apoio de cabeça, 3 min.

Upavistha = sentado

Urdvha Dhanurasana; com cadeira caso sozinho, ou tração tendo auxilio, 3min.

Urdvha = para cima

XX – Malasana; com manta p/ calcanhar ou contra parede, osso sacro encostado, 3min.

*Também pode repetir algum outro e fecha com setubandha Sarvangasana e Savasana

Pronto para a prática, entra com trabalho especifico

- Posturas em pé

- Posturas de retroflexões

- Torções

- Inversões

- Equilíbrio de braços e aberturas

- Flexões e aberturas

 

Como melhorar com a prática?

Praticando!,  Praticando!...,

Esta abordagem e para reforçar o conceito de conhecimento e sabedoria, e aplicar os Yogasanas como disciplina fará toda diferença.

Buscar a solução na paz do seu coração, e saber se instruir com qualidade. Não se nutrir de sentimento negativo com alguma dificuldade que se apresenta.

O melhor mestre é este que se mostra o tempo todo dentro de você . O que te observa em tudo, e a tudo que faz.

Que atitude esta tendo??

Lembre-se: eu quero o melhor de mim para mim, assim eu me dou o melhor que posso.


Administração

Rua: Eduardo Monteriro, nº 627 - Piso 2
Santo André - SP

Fone: (11) 98315-5145